Home » online » COMÉRCIO ELETRÔNICO FATURA R$ 3,06 BILHÕES E CRESCE 18% NO NATAL
COMÉRCIO ELETRÔNICO FATURA R$ 3,06 BILHÕES E CRESCE 18% NO NATAL

COMÉRCIO ELETRÔNICO FATURA R$ 3,06 BILHÕES E CRESCE 18% NO NATAL

ÉPOCA Negócios – 26/12/2012

A Black Friday e o endividamento dos brasileiros impediram que o aumento nas vendas do Natal em 2012 fosse maior. A conclusão é de um levantamento feito pela consultoria e-bit.

Não que os números tenham sido ruins. O Natal online de 2012 teve um crescimento nominal de 18% em relação ao ano anterior, quando foram faturados R$ 2,6 bilhões em bens de consumo. No entanto, a previsão inicial de um crescimento de 25%, não foi alcançada.

Entre 15 de novembro e 24 de dezembro, o faturamento do e-commerce chegou a R$ 3,06 bilhões e o ticket médio ficou em R$ 359. O número de pedidos chegou a 8,5 milhões.

Comportamento do internauta

De acordo com a Navegg, nos últimos 30 dias, 18,93 milhões de internautas brasileiros utilizaram a internet para buscar produtos. Desse total, 7,95 milhões são pertencentes à nova classe média, o que corresponde a 42%.
Embora produtos da categoria “Moda & Acessórios” tenham sido os mais vendidos no e-commerce em geral, o levantamento da Navegg aponta que os produtos mais pesquisados por esse público no período de Natal foram os smartphones. Também entram nessa lista os televisores, maquiagens e cosméticos e eletrodomésticos como aparelhos de ar condicionado, ventiladores e purificadores de água.

 

“No Natal, as pessoas compram para presentear. A pesquisa por produtos de maior valor agregado como smartphones é grande, mas na hora da compra, os consumidores acabam optando por itens mais em conta, como vestuário”, explica Adriano Brandão, diretor de marketing da Navegg.

Leia a notícia na íntegra aqui.

 

 

About Luis Felipe Grassitelli

Trabalhando com as plataformas de monetização do Google para os maiores veículos digitais da América Latina. Passou pela área de mídias digitais e plataformas na Rede Globo e foi coordenador de produtos de Ad Tech e especialista de mercado na Predicta.É Co-Fundador do Digitalking e louco por natureza. Empreendedor que joga poker, anda de skate, escreve, joga bola, lê e escuta muita música.

Leave a Reply