Home » Ad Tech » 2013, FBX, Mercado Brasileiro, Lumascape
2013, FBX, Mercado Brasileiro, Lumascape

2013, FBX, Mercado Brasileiro, Lumascape

Acredito que muitos de vocês (principalmente os que trabalham no ramo de Ad Ops e online) já viram o mapa da Lumascape Brasil criado pelo Marcelo Sant’Iago, diretor da MBreak Comunicação, no começo deste ano… pois é, esta semana ele deu uma atualizada no mapa e vejam só que interessante, nomes que estavam lá ha pouco, já não existem mais, enquanto alguns outros novos surgiram.

Este dinamismo é o que vai ditar o jogo no próximo ano e vai deixar 2013 no mínimo, interessante. O crescimento rápido da compra de mídia por RTB e novas tecnologias que estão vindo para o país para ajudar o Publisher e o Anunciante a vender e comprar mídia vão fazer com que o mercado se re-eduque e comece a comprar sua audiência, seu target direto e não mais 1 bilhão de impressões nos grandes poratis.

Hoje quem está abaixo de grandes portais como Terra, UOL, R7, Globo e IG vão querer (e poder) participar de forma mais ativa e eficiente na venda de seus espaços, muitas vezes, deixando de lado suas parcerias para caminhar com as próprias pernas. Isso já está acontecendo graças a empresas como a Navegg e BTBUCKETS, por exemplo, que começaram a dar direção e tecnologia para que os sites entendam sua audiência e quem, de fato, são as pessoas que acessam e leem seus conteúdos.

A chegada do FBX (Facebook AdExchange) com certeza irá agitar ainda mais o mercado, principalmente porque teremos alguém para bater de frente com o Google, que desde 2005 é soberano e ganha mais da metade da grana investida em online com search (Links Patrocinados, AdWords) além de avisar aos grandes portais, que hoje dominam o mercado, que as coisas começaram a mudar por aqui. Num post aqui do Digitalking, comentei que diversos players de RTB estão aguardando a certificação e homologação do Facebook para começar a operar no FBX, isso se tornará cada vez mais constante e trará movimentação de novas empresas e profissionais para o mercado também.

2013, na minha opinião, será o ano do começo da mudança; um ano em que brasileiros irão investir mais e mais em tecnologia e serviços para ajudar este mercado, que ainda é muito complexo; a vinda dos gringos que já estão ajudando o mercado deles lá ha algum tempo; e o começo da movimentação dos sites medianos e de long-tail para caminhar sozinhos utilizando estas novas tecnologias.

About Luis Felipe Grassitelli

Trabalhando com as plataformas de monetização do Google para os maiores veículos digitais da América Latina. Passou pela área de mídias digitais e plataformas na Rede Globo e foi coordenador de produtos de Ad Tech e especialista de mercado na Predicta.É Co-Fundador do Digitalking e louco por natureza. Empreendedor que joga poker, anda de skate, escreve, joga bola, lê e escuta muita música.

Leave a Reply