Home » Ad Tech » AD OPERATION$$$
AD OPERATION$$$

AD OPERATION$$$

Ad Operations, ou Ad.Ops para os mais íntimos. Um setor em constante evolução e cada vez mais em pauta no mundo digital.

Para quem não está familiarizado, Ad.Ops é como aquela menina do colégio que você esnobava e hoje lamenta copiosamente não ter investido um pouco mais naquela “amizade”. O que já foi sinônimo de custo, hoje é considerado por muitos um grande potencial de receita para os sites, dos mais variados tamanhos e setores.

O foco deixa de ser (já deixou na verdade) 100% na execução, demandando maior participação desses especialistas no desenvolvimento dos produtos/serviços, análise de novas tecnologias e estratégias de marketing da empresa. Para uma área onde a mão de obra capacitada já é escassa, o que dizer das habilidades necessárias para um gestor que precisa levar seu time ao nível de uma Operação que pode ser considerada fonte de receita?

Dou ênfase para a capacitação porque como diz um antigo chefe: “Ad.Ops é como sexo na adolescência. Todo mundo fala que faz, mas a verdade é que a maioria não sabe fazer direito.

O que posso afirmar, depois de alguns anos de experiência de trabalho com publishers de todas as formas e tamanhos, é que existem caminhos vitais a se seguir para garantir o sucesso do negócio.

 

Métricas do sucesso

Aqueles que monitoram constantemente a sua organização usando Key Performance Indicator (KPI) está um passo a frente para a criação de uma equipe de classe mundial. Como você pode identificar as causas de problemas operacionais ou oportunidades para sua equipe de vendas se você não tiver métricas em uma base contínua? Porém, em vez de inundar suas reuniões com dezenas de métricas, sugiro a tônica do “Keep it Short & Simple”.

Nessa hora surge a esperada pergunta. “Legal, mas quais métricas são realmente importantes para o meu dia a dia”?

Algumas sugestões:

  • Quais são os seus volumes históricos por trimestre?
  • Qual foi a sua taxa de crescimento em 2012? O que você está projetando para 2013?
  • Qual a sua produtividade por funcionário/equipe?
  • Quais são seus períodos de pico e baixa demanda?
  • Qual é a sua taxa de accuracy (ou simplesmente acertos)?
  • Quantas horas são gastas na gestão de campanhas e conciliação de dados de terceiros?

 

Faça da tecnologia sua melhor amiga

Se você trabalha em um Publisher, com certeza já perdeu a conta de quantas novas empresas de tecnologia bateram a sua porta prometendo mais uma solução milagrosa para o seu negócio. O grande desafio nesse momento é distinguir quem realmente pode te ajudar. Fugir dos famosos unknowns que nenhum vendedor lembra de te contar na reunião comercial.

Com sistemas de apoio bem escolhidos, Ad Operations torna-se não só fonte de conhecimento técnico para a sua organização, como pode ocupar uma posição extremamente estratégica. É preciso uma profunda compreensão da funcionalidade de tecnologia e ter a capacidade de visualizar o seu dia a dia com essa solução. A capacidade de identificar o que é real e o que é apenas mais um discurso de vendas é fundamental para determinar a velocidade e muitas vezes a viabilidade para alcançar seus objetivos. Esse nível de conhecimento não se encontra em livros. É necessária uma boa rodagem com diversas soluções, mão na massa, constante estudo e troca de figurinhas com o mercado (clientes, fornecedores e até concorrentes). Claro que uma paixão inata e talento para a tecnologia ajudam muito nesta área.

 

Investimento na base

Independente de que setor estejamos falando, os membros que compõe uma equipe de alta performance provavelmente representem uma variedade de perfis, com um conjunto diversificado de competências. No caso de Ad.Ops, habilidades técnicas, comerciais, analíticas e gerenciais podem ser encontradas no time, onde provavelmente você terá destaques ou potenciais promessas em cada uma dessas frentes. Desenvolver cada um desses potenciais, para aproveita-los ao máximo é fundamental para uma Operação rentável.

Não é segredo para ninguém que Ad Ops é muitas vezes conhecido por ser um trabalho ingrato, de alta rotatividade. Muitas vezes visto como um trampolim para algo maior. Parte dessa visão está ligada a falta de desenvolvimento desse time, que não vislumbra novas frentes para o seu futuro profissional.

Por isso, criar os espaços e preenche-los com as pessoas certas é um dos maiores desafios de Ad Operations. Conforme o negócio se desenvolve, novas posições e responsabilidades aparecem e essas novas habilidades passam a ser requiridas. Conseguir profissionais com tais conhecimentos e um bom background operacional pode ser um processo longo, cansativo e até frustrante. Meu conselho é olhar com carinho para aqueles que anseiam em evoluir e não insistir em quem está ali só de passagem. Utilizar as peças certas, nos momentos certos pode ser garantia de sucesso para empresa e satisfação profissional aos envolvidos.

About Bruno Borges

Formado em Comunicação Social com ênfase em Marketing pela ESPM e MBA em Gestão Empresarial e Inovação Tecnologica. Atua no mercado online desde 2003. Com passagem por empresas como Predicta e Terra, atualmente é Gerente de Marketing Digital do Groupon. Co-fundador dos sites www.vozdoestadio.com.br e www.digitalking.com.br.

Leave a Reply